Buscar
  • Thays Albhy

Retinopatia de Valsalva: como identificar?

A retinopatia de Valsalva é o resultado de uma rápida elevação da pressão intraocular venosa, como consequência disso, há uma súbita hemorragia na região do vítreo e/ou subretiniana, ou em qualquer outra camada da retina.🩸


🏋️A doença atinge, na maioria dos casos, pessoas adultas que foram submetidas a exercícios físicos intensos, levantamento de peso exagerado ou esforço para evacuar, vomitar ou tossir.


Os principais sintomas da Retinoplatia de Valsalva são diminuição ou perda da visão súbita e a presença de moscas volantes. O quadro pode pode melhorar por conta própria, a depender da área afetada e extensão da lesão.


A recuperação pode demorar meses para acontecer, e o contato prolongado da retina com a hemoglobina pode causar outros danos irreversíveis, devido a toxicidade.


Por isso, outros métodos têm sido adotados para tratar a doença. Tais como:

  • Vitrectomia com ou sem injeção subretiniana de TPA;

  • Membranotomia com YAG laser;

  • Injeção intravitrea de gás ou anti-VEGF.

A decisão de intervir ou não depende de vários fatores, incluindo bilateralidade, extensão da hemorragia, necessidade urgente de boa visão, assim como riscos cirúrgicos. Ao sinal de qualquer alteração visual, procure um oftalmologista imediatamente!!

#retinopatiavalsalva #oftalmologia #albhyoftalmologia

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo